Querem calar vozes discordantes

Posted on 12 de dezembro de 2013

0


bancoop02

Já faz algum tempo que explicamos as informações erradas que são passadas para os cooperados de empreendimentos que estão prestes a fazer acordo com a cooperativa. O objetivo é um só: impedir que os acordos se concretizem.

Passam informações incorretas para nos confundir e nos deixar inseguros. Inventam problemas. É o famoso “pelo em ovo”.

Por isso, sempre levantamos informações e as debatemos para, da melhor forma, exemplificar o que está realmente acontecendo. Assim, conseguimos explicar as mentiras e o objetivo do “levante” de grupelhos. Que, aliás, estão cada vez menores.

SOLUÇÃO – ESSE É O OBJETIVO

Estão menores (e sem força de retórica) porque os cooperados querem, desde o começo, resolver o problema. Aliás deveria ser esse o objetivo de todos, certo? ERRADO! Enquanto que para nós cooperados a resposta é simples: “se o acordo é a forma de solução do problema, então, vamos ao acordo”. Para o grupelho e seus advogados, NÃO!

O grupelho, seus advogados e conselheiros comissionados ficam loucos da vida quando alguém diz isso.

Não é de hoje que [ os grupelhos ] fazem ameaças aos cooperados que ousam discordar do mantra que tentam incutir em nossas cabeças. Os discordantes são achincalhados. Tudo para calar vozes discordantes. Como, em muitos casos, moram no mesmo condomínio, algumas vezes os discordantes se amedrontam e se silenciam.

É isso o que o grupelho quer! Ficar falando sozinho, como se a opinião desta “imensa minoria” fosse a de todos os cooperados. NÃO É!

Se nos calamos, o problema se perpetua. Assim, o grupelho, seus advogados e, claro, quem recebe comissão sobre os honorários, continuam enchendo os bolsos com o dinheiro daqueles cooperados que não conseguem entender o real objetivo deste grupelho.

PENSE BEM!

1) Os advogados vivem de honorários. Se não há ação judicial, eles não ganham. Iludem os cooperados com “propostas mágicas”. Dizem que ninguém precisa pagar mais nada. Quem não quer ficar com o apartamento, com a casa, sem ter que pagar mais nada? Todo mundo, não é mesmo.

Mas, “quando a esmola é demais, o santo desconfia!” NÃO ACREDITE EM “PROPOSTAS MÁGICAS”! Elas não trazem aquilo que você quer: a solução!

2) Além dos advogados, sabemos que existem aqueles que agenciam serviços para eles. Incitam a manutenção das ações. Contratar agenciadores (paqueiros) e lhes pagar comissões sobre os honorários é uma prática recorrente entre certos “advogados”. Mas, é feita na surdina. A OAB proíbe esta prática e pune quem a realiza.

Existe cooperado que cai como patinho na lábia desses paqueiros. Cai por acreditar estar sendo ajudado. Felizmente são poucos os que ainda se deixam enganar.

3) Além dos advogados e seus agentes disfarçados, existem alguns “espertalhões”.

Querem morar e ter escritura dos imóveis, mas não pagaram sequer o custo do contrato com a Bancoop. Veja, não estamos falando de rateio. Estamos falando de custo estimado.

Em muitos casos, ainda faturam com o aluguel de apartamentos que nem pagaram.

Enquanto isso, algumas pessoas, ao invés de receber, têm que pagar aluguel.

Advogados, seus comissionados e espertalhões. Estes são os que querem jogar a culpa somente nas costas da Bancoop e se isentar de qualquer responsabilidade.

De quem é a culpa?

Anúncios
Posted in: É notícia