VILLAS DA PENHA: Aberta fase de adesão individual ao acordo

Posted on 3 de julho de 2013

0


Replicando notícia no site da Bancoop sobre o Villas da Penha, que chegou à uma proposta de acordo.

Villas da Penha

 

Já foram realizadas reuniões entre os cooperados que se encontram em todas as situações perante a cooperativa

Depois de oito meses de trabalho, o Conselho Fiscal e de Obras (comissão de cooperados) e a Bancoop chegaram a uma proposta para a seccional Villas da Penha.

Já foram realizadas reuniões entre os cooperados que se encontram em todas as situações perante a cooperativa. A Bancoop e a construtora também fizeram reuniões de esclarecimentos. Após as explicações, abriu-se a fase de adesão à proposta, que prevê:

1.    Restituição dos haveres às pessoas que não receberam as unidades;
2.    Restituição às pessoas que desistiram do empreendimento;
3.    Conclusão das áreas comuns e de lazer nos condomínios;
4.    Entrega das escrituras aos cooperados que estão em posse de suas unidades que aderirem à proposta.

Leia com atenção o plano de negócios com as bases a serem firmadas. Caso seja se de seu interesse, preencha e assine o documento que demonstra seu interesse, digitalize-o (escaneie) e o envie para o e-mail cinbancoop@gmail.com, ou o entregue na sede da cooperativa.

SOLUÇÃO É COLETIVA

No cooperativismo, todas as decisões e soluções são coletivas. A Justiça também entende desta maneira, como podemos ver na decisão sobre o processo judicial movido por uma associação de cooperados da seccional Jardim Anália Franco.

Os cooperados do Anália Franco pleiteavam, entre outras coisas, o não pagamento dos valores cobrados pela Bancoop a título de rateio de reforço de caixa; a incorporação imobiliária; e a entrega das escrituras. Depois de terem investido tempo e dinheiro, os cooperados viram o processo voltar à estaca zero. A Justiça disse que a decisão deve levar em conta o interesse do conjunto dos cooperados que participou diretamente do negócio e contribuiu para a construção das unidades. Resumindo, a Justiça disse que a solução precisa ser coletiva. LEIA A ÍNTEGRA DA DECISÃO

Caso haja alguma dúvida, entre em contato com a Central de Informações aos cooperados (CIN) pelo e-mail cinbancoop@gmail.com ou, se preferir, pelo telefone (11) 3188-5331, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Anúncios