Cantando de galo com gogó alheio

Posted on 6 de junho de 2013

0


A menção à Bancoop pelo Estadão do último dia 30 (post aqui) nos causou certa curiosidade.

Ao observarmos o caso em questão, vimos que o advogado do processo não é o mesmo que concedeu entrevista ao jornal.

Se o advogado que concedeu a entrevista falasse dos casos que ele atua, veríamos que o canto do galo seria outro. Diametralmente oposto, diga-se de passagem. Teria que falar das derrotas que sofre, como a recente no processo da associação do Anália Franco. O cara canta de galo com o gogó alheio.

O mesmo cara, após tomar a lambada no Anália Franco, mandou mensagens aos cooperados daquela seccional tentando desesperadamente negar a derrota, mascará-la. Fez birra e disse que iria intensificar suas ações contra a Bancoop. Aí ficam as perguntas: A ameaça se concretiza com a matéria veiculada pelo Estadão? O que os cooperados ganham com uma publicação na imprensa? Será que o cara não sabe fazer o serviço como advogado e está partindo para a área de comunicação?

Como já dissemos, eles estão desesperados porque a fonte de renda está secando. A cada dia que passa, é uma medida mais desesperada que outra. Vamos esperar as próximas.

Anúncios
Marcado: ,