Negociação, vitória dos cooperados

Posted on 20 de dezembro de 2012

0


Conforme falamos aqui em nosso último post, a negociação com a Bancoop é uma grande vitória para os cooperados que aguardam um final rápido e feliz do imbróglio judicial e sonham com a casa própria. Os empreendimentos com pendência serão finalizados de uma forma mais rápida e justa, e os que já tiverem concluídos terão suas escrituras liberadas.

Mas, infelizmente, não são todos que tem os mesmos interesses e a boa intenção de que esse caso se encerre e que todas as obras possam ser concluídas o mais rápido possível.

Existe um grupelho que se nega a efetuar a negociação e tenta ludibriar o restante do pessoal com falsas promessas de que se mantiverem a ação as pessoas não precisarão pagar um centavo a mais pela obra, o que é uma tremenda mentira, pois este tipo de atitude somente faz atrasar a entrega da casa própria aos que estão esperando.

Levar o caso na justiça até as últimas consequências só faz atrasar o processo por mais alguns longos anos, o que, no final das contas, prejudicará a negociação com os valores corrigidos pela inflação.

Resolvendo conflitos da maneira certa!

Vitórias na justiça

A Bancoop consegue vitórias atrás de vitórias na justiça. E ela não ganha sozinha. Ganha junto com os cooperados. Dois exemplos ocorreram recentemente no Colina Park e no Anália Franco, onde os juízes reconheceram a validade da assembleia e anularam uma sentença esdrúxula.

O cumprimento do acordo com o Ministério Público está sendo rigorosamente cumprido pela cooperativa e as tratativas estão avançando na busca por uma solução mais rápida e menos onerosa aos cooperados.

Tudo está sendo feito para que os prédios sejam entregues e que as negociações ocorram da melhor forma possível.

A cooperativa sabe que a maioria absoluta dos cooperados é composta por pessoas honestas que não vêem a hora de quitar suas dívidas para obter o imóvel próprio, por isso trabalha arduamente para que o caso seja rapidamente solucionado.

 

Quem ganha com as obras paradas?

É uma pergunta fácil de ser respondida. Os únicos que ganham alguma coisa com as obras paradas e com o caso na justiça são os advogados e os maus cooperados, aqueles que compraram apartamento apenas para especular, negociar no futuro e que não dependem da cooperativa para ter uma casa própria. Ou aqueles que já moram e não se importam com quem aguarda a entrega de sua unidade.

Com a obra parada os advogados recebem seus honorários estratosféricos, repassando uma parte deles para o grupelho que incentiva a morosidade da realização dos acordos.

A especulação imobiliária é um dos grandes males das grandes metrópoles e atrasar a conclusão de obras é beneficiar somente aqueles que lucram sobre o imóvel parado, que não pagam impostos e que capitalizam sobre o drama alheio.

Lucram também os interessados em politizar o caso.

Não se sinta representado por esse grupelho! Eles não estão interessados na mesma causa da maioria dos cooperados, querem somente levar vantagens!

Anúncios