Novela Mexicotucana – E agora, José?

Posted on 29 de fevereiro de 2012

0



José Serra (PSDB) declarou há poucos dias que pretende concorrer à prefeitura da cidade de São Paulo. O que surpreendeu não foi seu anúncio, mas a demora em fazê-lo. As prévias que estavam agendadas para o dia 04 de março vão ocorrer no dia 25, conforme votação da executiva municipal do partido, ocorrida na última terça-feira (28), durante uma reunião bastante tensa.

“Não serei candidato a prefeito”

“Não. Não serei candidato a prefeito. Já fui uma vez. Não serei porque já fui prefeito. Posso ser muito útil na batalha e deixamos as eleições para 2014.” Esta foi a resposta de José Serra em entrevista à rádio Jovem Pan, em 2011, quando questionado se disputaria as eleições municipais.

Em 2004, Serra assinou um documento onde se comprometia a exercer seu mandato até o fim. Abandonou o cargo após 1 ano e 3 meses para concorrer ao governo do Estado. Depois de eleito governador, abandou o cargo para concorrer à presidência da república. Foi derrotado por Dilma Roussef.

Serra, um homem sem palavra e sem assinatura.

Serra, o mais rejeitado

Além do alto índice de rejeição que possui perante o eleitorado paulista (o maior dentre os candidatos), Serra terá abrir mão do discurso “anticorrupção”, pois é o principal nome do livro A Privataria Tucana, um livro repleto de documentos que falam sobre as privatizações feitas durante o governo do PSDB, que resultaram num rombo (desvios, paraíso fiscal, propinas, caixa 2) de bilhões de reais aos cofres públicos do Brasil. Recentemente Serra chamou FHC de “gagá”, porque o ex-presidente durante uma entrevista, manifestou sua preferência por Aécio Neves para concorrer à presidência da república em 2014, e disse que ela seria o motivo dos fracassos eleitorais do PSDB.

Serra rachou o PSDB

Andrea Matarazzo e Bruno Covas retiraram suas candidaturas em nome do projeto político do PSDB em São Paulo. Na contramão dos correligionários, está Ricardo Trípoli. O concorrente de Serra deu declarações bastante confiantes – “Só disputa quem tem certeza de que tem chance de ganhar, e, no meu caso, ela é grande.” José Aníbal manteve seu nome na disputa. Já existem orientações que se o vencedor das prévias tucanas for alguém que não José Serra, deverá abrir mão da disputa. As manobras para inserir Serra nas prévias, não agradaram muita gente. O clima de insatisfação entre os correligionários da sigla tucana é visível. Muitos alegam que Serra sabia que era candidato há meses, mas, resolveu participar do processo de forma tardia, o que é injusto com os demais concorrentes que há tempos se dedicam para o processo das prévias.

Imaturo e palhaço

Um vídeo divulgado pelo site Sua Metrópole, mostra a militante Catarina Rossi fazendo duras críticas a José Serra –  “Ele (SERRA) está sendo palhaço. Ele está brincando com a gente. Tem quatro pessoas brigando, trabalhando dia e noite, por um espaço. Porque ele não entrou também por esse espaço? Ele tem todo o direito e, se ele entrar, ele também terá todo o direito. Agora, não é justo, no fim do caminho, ele entrar.”

Um trampolim chamado Prefeitura de S.P

Com tantas contradições, a única certeza é que em nome de seu projeto político-pessoal, José Serra vai usar o pleito eleitoral de 2012 com o intuito de fomentar sua candidatura à presidência da república em 2014. Quem quiser, pode assistir de novo a esta novela mexicotucana, afinal, “Vale a pena ver de novo” ver Serra perder mais uma eleição.

Anúncios